Sexta, 12 de Julho de 2024
17°

Tempo limpo

Trindade, GO

Economia Preço Baixo

Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), é o menor desde maio de 2022

Artigos de residência e transportes foram os grupos que mais influenciaram na baixa dos preços, já os setores da área da saúde, alimentação e habitação continuam subindo

25/05/2023 às 09h46 Atualizada em 25/05/2023 às 15h45
Por: Fonte: IBGE
Compartilhe:
Goianos comemoram a queda dos preços da gasolina. Foto Reprodução- Internet
Goianos comemoram a queda dos preços da gasolina. Foto Reprodução- Internet

 

Foi divulgado nesta quinta-feira(25/05), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA-15 onde mostra que sete dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados tiveram alta no mês de maio. Saúde e cuidados pessoais (1,49%) e Alimentação e bebidas (0,94%) foram os grupos com maior impacto no índice do mês, com 0,20 p.p. cada. Na sequência, veio o grupo Habitação (0,43%), que contribuiu com 0,07 p.p. Os dois grupos que registraram queda foram Artigos de residência (-0,28%) e Transportes (-0,04%). Os demais grupos ficaram entre o 0,02% de Comunicação e o 0,40% de Despesas Pessoais

Sete dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados tiveram alta no mês de maio. Saúde e cuidados pessoais (1,49%) e Alimentação e bebidas (0,94%) foram os grupos com maior impacto no índice do mês, com 0,20 p.p. cada. Na sequência, veio o grupo Habitação (0,43%), que contribuiu com 0,07 p.p. Os dois grupos que registraram queda foram Artigos de residência (-0,28%) e Transportes (-0,04%). Os demais grupos ficaram entre o 0,02% de Comunicação e o 0,40% de Despesas Pessoais.

Grupo

Variação (%)

Impacto (p.p.)

Abril

Maio

Abril

Maio

Índice Geral

0,57

0,51

0,57

0,51

Alimentação e bebidas

0,04

0,94

0,01

0,20

Habitação

0,48

0,43

0,07

0,07

Artigos de residência

0,07

-0,28

0,00

-0,01

Vestuário

0,39

0,35

0,02

0,02

Transportes

1,44

-0,04

0,29

-0,01

Saúde e cuidados pessoais

1,04

1,49

0,14

0,20

Despesas pessoais

0,28

0,40

0,03

0,04

Educação

0,11

0,07

0,01

0,00

Comunicação

0,06

0,02

0,00

0,00

No grupo Habitação (0,43%), destaca-se a alta da energia elétrica residencial (0,51% e 0,02 p.p.), devido a reajustes aplicados em três áreas: Salvador (5,82%), com reajuste de 8,28% a partir de 22 de abril; Fortaleza (2,20%), com reajuste de 4,85% a partir de 22 de abril e Recife (0,05%), com o reajuste de 8,33% a partir de 14 de maio.

A alta de 1,24% na taxa de água e esgoto decorre dos reajustes aplicados em três áreas: de 7,02% em Goiânia (7,02%), a partir de 1º de abril, e que não havia sido incorporado no IPCA-15 de abril; de 11,20% em Recife (6,31%), a partir de 28 de abril; e 9,56% em São Paulo (1,79%), a partir de 10 de maio.

A variação de gás encanado (0,83%) decorre da apropriação residual do reajuste tarifário e da mudança na forma de cobrança em Curitiba (6,80%), a partir de 1º de fevereiro, e que não havia sido incorporada no IPCA-15 de março. Além disso, houve redução tarifária de 0,59% no Rio de Janeiro (-0,27%), a partir de 1º de maio.

O grupo Artigos de residência recuou 0,28% em maio, após alta de 0,07% em abril. Os itens de TV, som e informática caíram 1,44%, influenciados pelos televisores (-2,21%). Já os eletrodomésticos e equipamentos (-0,92%) foram puxados pelas quedas do refrigerador (-1,37%) e da máquina de lavar roupa (-1,09%).

Nos Transportes (-0,04%), a variação negativa foi puxada pela queda de 17,26% nos preços das passagens aéreas, após alta de 11,96% em abril. Nos combustíveis (0,12%), houve queda nos preços do óleo diesel (-2,76%), gás veicular (-0,44%) e gasolina (-0,21%), enquanto o etanol subiu 3,62%.

Ainda em Transportes, as tarifas de metrô (1,97%) sofreram reajuste de 6,15% no Rio de Janeiro (5,67%), a partir do dia 12 de abril. A alta de 2,71% em ônibus urbano deve-se aos reajustes de 33,33% em Belo Horizonte (24,00%), a partir de 23 de abril, e de 15,75% em Fortaleza (1,38%), a partir de 19 de março.

Todas as áreas pesquisadas tiveram alta em maio. A maior variação foi registrada em Belo Horizonte (0,90%). A principal contribuição para o resultado veio do ônibus urbano, com alta de 24,00%. Já a menor variação foi observada em Recife (0,19%), influenciada pelas quedas de 18,25% nas passagens aéreas e de 3,46% na gasolina.

#economia #combustíveis #IBGE #IPCA

https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/36974-ipca-15-foi-de-0-51-em-maio

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Trindade, GO Atualizado às 09h06 - Fonte: ClimaTempo
17°
Tempo limpo

Mín. 18° Máx. 32°

Sáb 32°C 17°C
Dom 32°C 17°C
Seg 32°C 17°C
Ter 32°C 17°C
Qua 32°C 17°C
Anúncio
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias